Eduardo Amorim É Candidato Ao Governo Mas Só Tratará Disso No Próximo Ano



09/05/17 10h28   Política Imprimir

O senador Eduardo Amorim (PSDB) disse, nesta terça-feira, que é candidato a governador do Estado ou à reeleição [nesta ordem], nas eleições de 2018, “mas não tem perigo de decidir sobre a candidatura ainda este ano”. Para o senador, “não é hora de ninguem lançar nomes ao Governo ou ao Senado. Isso é uma precipitação”, disse.

 

Eduardo Amorim inclusive não concorda que o seu grupo político lance qualquer candidatura há um ano e meio das eleições, porque “a hora é de trabalhar e de ajudar o Estado, e não de lançar nomes ao pleito de 2018”. Mesmo assim, o senador não se incomoda que outros anunciem que são candidatos, porque a minha posição não é de “competição neste momento, mas de convicção de que a antecipação prejudica”.

 

O senador insiste em anunciar que é candidato ao Governo do Estado, mas admite que no grupo também tem o seu colega Valadares (PSB), os prefeitos Valmir Monteiro (PSC), de Lagarto, e Valmir de Francisquinho (PR), de Itabaiana. Todos podem disputar o mandato, dependendo de uma indiccação do bloco que integram.

 

Eduardo Amorim disse ainda que não votará contra o deputado federal André Moura (PSC), caso seja ele o candidato.

 

Conversas – Eduardo Amorim está um pouco afastado da mídia, mas se mantém em viagens pelo interior e em visitas a lideranças políticas para conversar e tentar trazer nomes para filiar-se ao seu partido e disputar as eleições para deputados estadual e federal.

 

Quanto à votação das reformas da Previdência e Trabalhista, Eduardo vota contra à primeira e analisa a segunda: “estou estudando a reforma Trabalhista, mas posso votar contra”, disse.

Com informações do FAXAJU