POLÍCIA REALIZA OPERAÇÃO PARA COMBATER JOGO DA “BALEIA AZUL”



18/07/17 11h39   Polícia Imprimir

Sergipe está entre os alvos da operação deflagrada pela Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI) do Rio de Janeiro para prender curadores do jogo da Baleia Azul, corrente virtual que induza os participantes, em sua maioria adolescente, a mutilar o corpo e praticar o suicídio na conclusão de 50 desafios. No estado a ação conta com o apoio Delegacia Especial de Repressão a Crimes Cibernéticos (DRCC) e Delegacia de Polícia Interestadual (Polinter).



A informação é que, além de Sergipe, a operação acontece simultaneamente no Amazonas, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Rio de Janeiro e São Paulo. Ao todo estão sendo cumpridos 24 mandados de busca e apreensão. Um mandado de prisão foi cumprido na favela Nova Era no município fluminense de Nova Iguaçu. O preso identificado pela polícia como Matheus Silva, 23, teria assumido que era um dos “curadores” do jogo. Em Sergipe a operação tem como foco um casal que vinha sendo investigado por envolvimento com essa modalidade criminosa.



De acordo com policiais, o desafio da Baleia azul não tem site e não existe oficialmente. O jogo é liderado por criminosos que utilizam as redes sociais e impõem desafios macabros a crianças e adolescente. Além das missões, eles determinam o isolamento social dos participantes, que acabam induzidos a automutilação e suicídio. Em alguns casos, quando as vítimas tentam abandonar o jogo, elas acabam ameaçadas de morte. Os mandados que estão sendo cumpridos na operação foram expedidos pela Justiça do Rio de Janeiro.



Da redação, AJN1