Nossa Senhora Divina Pastora é consagrada padroeira de Sergipe



16/10/17 08h17   Diversos Imprimir
Foto: TV Sergipe
Nossa Senhora Divina Pastora foi elevada à categoria de padroeira da Província Eclesiástica de Aracaju, composta pelas três dioceses de todo o território de Sergipe. A consagração foi neste domingo (15) em missa na peregrinação dos fiéis até o santuário, no município de Divina Pastora (SE).
 
 
O decreto de elevação à padroeira foi assinado por Dom Frei João José Costa (arcebispo de Aracaju), Dom Mario Rino Sivieri (bispo de Propriá) e Dom Giovanni Crippa (bispo de Estância).
 
 
Neste domingo (15) milhares de pessoas caminharam cerca de dez quilômetros. Os fiéis saíram da Paróquia Nossa Senhora da Conceição (cidade de Riachuelo) e seguiram pela rodovia do ‘Peregrino Padre Raimundo Cruz’ (SE-160) , em direção a Divina Pastora. Eles agradeceram aos pedidos atendidos, que atribuem à santa, e pediram proteção.
 
 
Religiosidade
Na cidade de Divina Pastora (SE) a devoção ficou conhecida em 1958, quando o padre Luciano Duarte, hoje Dom Luciano, arcebispo emérito de Aracaju, deu início às peregrinações com o propósito de formar uma prática devocional voltada para os estudantes das faculdades de Sergipe.
 
 
Histórico
Inicialmente chamada de 'Virgen Zagala', que significa a pastora que cuida do seu rebanho. A invocação mariana de Nossa Senhora Divina Pastora começou a tornar-se mais conhecida a partir da cidade de Sevilha, na Espanha.
 
 
De acordo com a tradição, a Virgem Maria teria aparecido no dia 8 de setembro de 1703, data da festa da Natividade de Nossa Senhora. Segundo informação divulgapa pela Arquidiocese de Aracaju, conta-se que se revelou sentada em uma rocha, vestida como uma pastora e em um local onde pastavam ovelhas.

Por G1 SE