Eduardo Amorim confirma convocação de concursados da Ebserh e inauguração de anexo hospitalar do HU



25/10/17 12h02   Diversos Imprimir

O senador Eduardo Amorim (PSDB-SE) comunicou no final da tarde da terça-feira (24) uma boa notícia para os aprovados no último concurso da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). Depois de um trabalho intensivo do parlamentar junto aos Ministérios da Educação e Planejamento, e junto ao presidente da Ebserh, houve a confirmação que serão retomadas as convocações a partir de janeiro de 2018. Eduardo Amorim comunicou, ainda, que até maio do próximo ano, todos serão convocados; já sobre os anexos hospitalares, que atenderão a população nas áreas de Oncologia, Transplantes, Diagnóstico, ressonância magnética e hemodinâmica serão inaugurados em 1º de dezembro deste ano.

 


As confirmações foram feitas nas presenças dos superintendentes do HU-UFS e do Hospital Regional de Lagarto (HRL), Ângela Silva e Valter Santana, respectivamente no gabinete do senador. “A participação do senador Eduardo Amorim em consonância com o Ministério Público Federal e Estadual em Sergipe foi fundamental, sem a participação deles não teríamos a conclusão desses prédios e até mesmo das convocações, pois sempre esteve cobrando da Ebserh”, lembrou Ângela Silva.

 


Segundo Ângela, as diversas especialidades médicas e administrativas serão comtempladas. “O funcionamento da unidade hospitalar não resolverá em definitivo o problema da oncologia em Sergipe, mas certamente vai acrescentar muito. Hoje o HU-UFS, localizado em Aracaju, é um dos poucos hospitais que realiza operações na área oncológica. Teremos mais quatro salas cirúrgicas e teremos um avanço no atendimento”, disse Ângela.

 


As obras do Anexo do HU-UFS que será inaugurada em 1º de dezembro deste ano tem um orçamento de R$ 8 milhões. Segundo a superintendente, a construção seguiu o cronograma previsto e receberá até 200 colaboradores. “Foi uma luta incansável para conseguir empenhar e liberar esses recursos que finalmente chegará até aos usuários do SUS”, disse Eduardo Amorim.

 


Histórico
As obras do Anexo Hospitalar (Oncologia, Transplantes e Diagnóstico) começaram em 2010, mas estavam suspensas desde 2014 por falência da construtora responsável. As da Unidade Materno Infantil, também iniciadas em 2010, estão pendentes desde 2011, pela mesma razão.

 


As duas construções ficaram paralisadas devido a trâmites burocráticos ocorridos entre a confirmação de falência das empresas responsáveis, rompimento/cancelamento do contrato, pesquisas de mercado e readequação da planta. Uma primeira empresa faliu e parou as obras. Foi contratada uma segunda, cumprindo-se rigorosamente um novo processo licitatório, mas esta construtora também faliu sem concluir as construções.

 


Em agosto de 2016, com a assinatura de uma Ordem de Serviço pelo Ministro da Educação, as obras do Anexo Hospitalar foram retomadas, e encontram-se na fase final de conclusão.

Fonte: Eduardo Amorim - ASSCOM