AMORIM DIZ QUE “VAMOS CUIDAR DOS SERGIPANOS COM RESPEITO”



21/08/18 09h24   Política Imprimir

Em entrevista ao programa Jornal da Vida, apresentado pelo radialista Jailton Santana na Rádio Jornal AM, o candidato ao governo de Sergipe, Eduardo Amorim (PSDB), reafirmou seu compromisso em fazer um governo que cuide dos sergipanos. Eduardo apresentou suas propostas para recolocar Sergipe nos trilhos e melhorar os índices do estado em todas as áreas. O candidato a vice-governador, Ivan Leite (PRB), acompanhou a entrevista no estúdio.

 

“Vamos cuidar dos sergipanos por meio do respeito à coisa pública. Trazer de volta a paz que o nosso Estado perdeu por falta de uma política efetiva de segurança. Investir com qualidade em todas as áreas, principalmente na Saúde, Educação e geração de emprego”, afirmou o candidato.

 

Para fazer tudo isso, Eduardo Amorim disse que contará com a experiência de seu candidato a vice, Ivan Leite, que já foi prefeito de Estância. “Meu vice é sensível, responsável humano e preparado. É uma pessoa que reúne as qualidades que eu sempre busquei para dividir comigo à responsabilidade de Governar Sergipe”, salientou.

 

Eduardo lembrou que, enquanto parlamentar, buscou recursos federais para beneficiar os 75 municípios e melhorar a qualidade de vida dos sergipanos. Também foram destinadas emendas de sua autoria para que o governo do Estado tirasse do papel pleitos antigos (e que até foram promessa na campanha de 2014), a exemplo do Hospital do Câncer.

 

“Esse foi um dos motivos que me fez abrir mão de minha reeleição para disputar o Governo. Percebi que, se fosse esperar pela boa vontade dos outros, esse Estado ia continuar do mesmo jeito. Fiz muito como parlamentar e quero fazer muito mais sendo gestor do meu estado”, ressaltou.

 

Questionado por um ouvinte sobre a reforma tributária, Eduardo respondeu que sempre foi a favor pois não concorda com a quantidade de tributos pagos pelos brasileiros. “Em nosso país existem mais de noventa tipos de tributos e, o pior, quem mais paga são os que menos recebem. Por isso, é preciso fazer de forma urgente a reforma tributária. Sergipe, por exemplo, tem um dos tributos mais altos do país. Mas, no meu governo, vamos tributar de forma justa, cobrando de quem deve pagar”, disse.

 

Outro ponto abordado na entrevista foi a situação dos servidores públicos estaduais. “Os servidores ativos e os aposentados devem receber no dentro do mês trabalhado. E sabe como faremos isso? Gastando certo, tendo respeito com o gasto público. Tenham certeza que o governador, o vice e os secretários só receberão depois que todos os servidores estiverem com seus salários na conta”, destacou.

 

Fonte e foto assessoria