LAÉRCIO É O DEPUTADO FEDERAL DE SERGIPE MAIS INFLUENTE NAS REDES SOCIAIS



06/08/19 08h16   Política Imprimir

Laércio Oliveira é considerado o deputado federal mais influente nas redes sociais no primeiro semestre de 2019. Esse é o resultado do estudo do FSB Influência Congresso que capturou 608.438.100 interações (curtidas, comentários e compartilhamentos) de indivíduos com os perfis dos 594 parlamentares nas redes sociais (todos os deputados e senadores estão presentes em pelo menos uma das três redes sociais monitoradas: Facebook, Twitter e Instagram).

“Numa época em que a sociedade está de olho em todas as ações dos políticos, acompanhando as redes sociais, esse resultado me deixou muito feliz. Eu sempre procuro trabalhar com transparência e as redes sociais possibilitam isso”, disse Laércio.

Do total de interações, o PSL foi responsável por 40,6% das curtidas, comentários e compartilhamentos existentes nas redes sociais. O partido que ficou com a segunda colocação na quantidade de interações foi o PT, com 11,6%. O PSOL foi o terceiro partido com maior quantidade de interações (11,4%).

Os parlamentares brasileiros fizeram 430.770 postagens nas redes sociais no primeiro semestre legislativo deste ano. O Facebook é a rede social preferida do Congresso Nacional, concentrando 42,6% do total de postagens. Twitter e Instagram tiveram 32,9% e 24,5% das postagens, respectivamente. Entretanto, o Instagram foi a rede social que gerou o maior número de interações no ambiente digital: 40,7% das interações com os parlamentares foi realizada por meio da plataforma.

Cabeças do Congresso

Recentemente, o Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) avaliou que Laércio é um dos 100 cabeças do Congresso pelo quinto ano consecutivo. Laércio Oliveira foi o parlamentar sergipano que mais apresentou e relatou projetos. Ele já apresentou 1218 proposições, sendo que dessas 147 são projetos de lei e 402 relatorias.

Laércio, na avaliação do Diap, é “negociador”, em geral líderes ou vice-líderes partidários. “São aqueles parlamentares que, investidos de autoridade para firmar e honrar compromissos, sentam-se à mesa de negociação respaldados para tomar decisões. Os negociadores, normalmente parlamentares experientes e respeitados por seus pares, sabedores de seus limites de concessões, procuram previamente conhecer as aspirações e bases de barganha dos interlocutores para estabelecer sua tática de convencimento. São atributos indispensáveis ao bom negociador, além da credibilidade, a urbanidade no trato, o controle emocional, a habilidade no uso das palavras, discrição e, sobretudo, capacidade de transigir. É bom negociador aquele parlamentar que, sem abrir mão de suas convicções políticas, respeita a vontade da maioria mantendo coeso seu grupo político”, informou o Diap, na pesquisa.

Ele foi selecionado pela sua forte atuação em defesa do desenvolvimento socioeconômico do País, notadamente nas questões voltadas para Infraestrutura, relações do trabalho, carga tributária, legislação, dentre outros.

Por Carla Virginia Passos

Foto assessoria