Prefeitura de Estância inicia pagamento da folha e acumula 40 meses de salários em dia



28/01/20 07h39   Estância Imprimir

O Município de Estância, distante 68 km da Capital, tem enfrentado a crise econômica que assola praticamente a totalidade dos municípios brasileiros e tem garantido não só as obras que a população espera, mas, principalmente, tem honrado os seus compromissos com os fornecedores e o funcionalismo público, que em um passado não distante sofreu com a falta de prioridade com a folha. Atualmente, a cidade jardim acumula 40 folhas de pagamentos em dia e de forma antecipada, iniciando, nesta segunda-feira, 27, o pagamento de janeiro.


“Temos trabalhado para garantir que o nosso funcionalismo tenha seus salários dentro do mês e de forma antecipada. Já efetuamos o pagamento de três 13º e trinta e sete meses de salários, honrando o compromisso que fizemos lá atrás com os servidores que sofriam com uma gestão que atrasava salários e não garantia os direitos dos trabalhadores, a exemplo do piso do magistério, que atualmente é pago pela nossa administração”, afirma o prefeito de Estância, Gilson Andrade.


“Além disso, unificamos as carreiras dos agentes de saúde que passaram a ser estatutários; garantimos o plano de cargos e salários da GME, pagamos o piso dos agentes de saúde, garantimos metade do pagamento do décimo terceiro no mês de aniversário do servidor e não trancamos férias, como era feito antes. Hoje o servidor tem a garantia de uma gestão que dialoga com as categorias, garante os direitos e paga em dia”, informa Gilson.


Secretário Municipal das Finanças, Marcos Antônio Silva, destaca que o segredo para Estância não atrasar salários, e ainda realizar diversas obras, está no planejamento e no controle diário das despesas. “Desde que aceitamos o convite para estarmos à frente das finanças da cidade, a orientação do prefeito foi para que tivéssemos um total controle das finanças para garantirmos que o pesadelo dos salários atrasados não retornassem ao município, e assim temos feito”, afirma.


“Diariamente fazemos esse controle e sempre conversamos com as demais pastas para mantermos um equilíbrio entre as despesas e as receitas. Recentemente passamos por um trimestre muito difícil e acumulamos uma grande perda nas receitas e mesmo assim conseguimos manter a máquina fluindo e as contas em dia. É desta forma que iremos trabalhar até o final da gestão”, diz o secretário.


Por conta do trato e zelo que a Prefeitura de Estância mantém com as finanças, a cidade de Estância foi classificada recentemente, através de um estudo realizado pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro - Firjan -, como sendo um dos poucos municípios sergipanos enquadrados como uma cidade que possui uma "Boa Gestão", município que consegue driblar a crise e realizar obras e serviços que garantam a população mais qualidade de vida e bem estar.


A mesma pesquisa da Firjan apontou que cidades como Aracaju, Barra dos Coqueiros e Laranjeiras são os municípios sergipanos que se encontram em melhores condições financeiras no Estado de Sergipe, acabando de vez com a “falácia” plantada por alguns que afirmam que Estância vive um mar de rosas nas finanças.


“A pesquisa da Firjan mostrou a realidade do nosso município que, embora não tenha dinheiro sobrando, tem uma gestão que prioriza o que é essencial e se planeja para garantir as festas, obras, pagamento em dia e ações que a população espera”, completa o prefeito.

com informações: JL politica